Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2017

AS DORES DE MARIA

Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra — (Lc 1,38).
Estas palavras revelam a plena entrega de Maria à vontade de Deus para o gozo ou para a dor, ou seja, para a glória ou para a ignomínia. A sua resolução está decidida: servir a Jesus, ou dando-O à luz no presépio de Belém, ou assistindo à sua morte no monte Calvário. Maria, aceitando a dignidade de Mãe de Deus, associou-se a Jesus na grande obra da Redenção e ofereceu-se para a carregar com todas as consequências que tal dignidade lhe impunha. Como mãe, partilhou a sorte do Filho, que foi também o sofrimento. Teve, por isso, a sua Paixão e o seu Calvário, e uniu as dores de Jesus às próprias dores. A segunda fonte das dores de Maria foi o ter sido testemunha ocular da Paixão de seu Filho, sem poder prestar-Lhe o menor serviço que o aliviasse das suas penas. As revelações de alguns Santos dizem que, se Maria não assistiu corporalmente às várias cenas da Paixão do Salvador, como a da flagelação e a da coroa…

As Rosas do Reino Glorioso (rezar em 14 Setembro)

As Rosas do Reino Glorioso O terço da renovação para ser recitado nas contas normais do terço mariano (1 de Junho de 2003)
Nossa Senhora disse: "Eu vim para oferecer a você e todo o mundo, um outro grande presente das mãos do Pai Eterno. É um presente de alegria para todos os corações que receberam o Reino de Deus, e também um presente do verdadeiro arrependimento para todos aqueles que o recebem com esperança.
Este é o presente de rosas ... Reino Glorioso

Recebê-lo de mim, pois os homens serão benditas mãos de quem a recebe.
Esta oração deve ser dito para acolher a Festa do Reino Glorioso à meia-noite 13-14 de Setembro; e para fechar naquele dia em 14 de Setembro, às 11:00 horas, antes de beijar a cruz, à meia-noite.
A oração deve ser cantado e oferecido com adoração, luz de velas (12 velas), para receber o Espírito do novo Pentecostes ".

Invocação do Espírito Santo
Vinde, Espírito Santo! Enchei os corações dos vossos fiéis. E acendei neles o fogo do vosso amor. V: Enviai o vosso Espíri…

A importância da limpeza das árvores genealógicas

O Divino Mestre na ciência da Cruz.

1º Lição: Não devemos escolher as cruzes, devemos aceitar as que Deus nos dá. No dom da minha Cruz não queiras escolher; Eu sei melhor que tu quanto podes sofrer.
2º Lição: Não devemos arrastar a cruz, mas leva-la aos ombros. Não devemos envergonharmos dela, mas gloriar-nos. A minha santa Cruz, se pesada te for, não busques outra coisa, é por falta de amor.
3º Lição: Não devemos levar a cruz com ostentação, mas humildemente. Da minha Cruz abate o teu querer, sofrendo o peso seu sem te ensoberbecer.
4º Lição: Não devemos ir adiante, mas atrás. Ao alto do Calvário em vão te elevarás, se sobes lá sem Mim, tu não me agradarás.
5º Lição: Para levar a cruz como cumpre, é necessário não perder Jesus de vista. Se queres não temer agruras da jornada, vem, segue o teu modelo à Divina morada.
6º Lição: Devemos levar a cruz todos os dias, sem nunca a largarmos. Na jornada da dor caminha sem cessar, que todo o teu sofrer Eu sei-o avaliar.
7º Lição: Não devemos diminuir nem cortar nada à cruz. Em vão ten…

Compaixão da Virgem na morte do Seu filho Jesus

Minha alma, por que tu te abandonas ao profundo sono? Por que no pesado sono, tão fundo ressonas? Não te move à aflição dessa Mãe toda em pranto, Que a morte tão cruel do FILHO chora tanto?
E cujas entranhas sofre e se consome de dor, Ao ver, ali presente, as chagas que ELE padece? Em qualquer parte, que olha, vê JESUS, Apresentando aos teus olhos cheios de sangue.
Olha como está prostrado diante da Face do PAI, Todo o suor de sangue do seu corpo se esvai. Olha a multidão se comporta como ELE se ladrão fosse, Pisam-NO e amarram as mãos presas ao pescoço.
Olha, diante de Anás, como um cruel soldado O esbofeteia forte, com punho bem cerrado. Vê como diante Caifás, em humildes meneios, Aguenta mil opróbrios, socos e escarros feios.
Não afasta o rosto ao que bate, e do perverso Que arranca Tua barba com golpes violento. Olha com que chicote o carrasco sombrio Dilacera do SENHOR a meiga carne a frio.
Olha como lhe rasgou a sagrada cabeça os espinhos, E o sangue corre pela Face pura e bel…