"Aprende a desprezar as coisas exteriores, aplica-te às interiores e verás como vem a ti o Reino de Deus."

25 fevereiro 2014

CANTAR DA ALMA QUE GOZA POR CONHECER A DEUS




Que sei bem eu a fonte que mana e corre
mesmo de noite.
Aquela eterna fonte está escondida,
mas eu bem sei onde tem sua guarida,
mesmo de noite.
Sua origem não a sei, pois não a tem,
mas sei que toda a origem dela vem,
mesmo de noite.
Sei que não pode haver coisa tão bela,
e que os céus e a terra bebem dela,
mesmo de noite.
Eu sei que nela o fundo não se pode achar,
e que ninguém pode nela a vau passar,
mesmo de noite.
Sua claridade nunca é obscurecida,
e sei que toda luz dela é nascida,
mesmo de noite.
Sei que tão cautelosas são suas correntes,
que céus e infernos regam, e as gentes,
mesmo de noite.
A corrente que desta vem
é forte e poderosa, eu o sei bem,
mesmo de noite.
A corrente que destas duas procede,
sei que nenhuma delas procede,
mesmo de noite.
Aquela eterna fonte está escondida,
neste pão vivo para dar-nos vida,
mesmo de noite.
De lá está chamando as criaturas,
que nela se saciam às escuras,
porque é de noite.
Aquela viva fonte que desejo,
neste pão de vida já a vejo,
mesmo de noite.

POESIA DE SÃO JOÃO DA CRUZ

17 fevereiro 2014

UMA CARTA DE DEUS PARA O HOMEM ESCRITA EM TODA A BIBLIA

As palavras que vai ler são verdade.
Elas mudarão a sua vida se você deixar, pois vêm do coração de Deus. Ele ama-o. Ele é o Pai que tem procurado durante toda a sua vida. Esta é a Sua carta de amor para si .

Meu Filho,Tu podes não me conhecer, porém eu sei tudo sobre ti (Salmo 139:1)
Eu sei quando te assentas e quando te levantas (Salmo 139.2)
Eu conheço todos os teus caminhos (Salmo 139.3)
Até os cabelos da tua cabeça estão todos contados (Mateus 10.29-31)
Pois tu foste feito à minha imagem (Génesis 1.27)
Em mim tu vives e te moves, e tens existência (Actos 17.28)
Pois tu és a minha descendência (Actos 17.28)
Eu já te conhecia mesmo antes de seres concebido (Jeremias 1.4-5)
Eu te escolhi quando ainda planeava a criação (Efésios 1.11-12)
Tu não és um erro (Salmo 139.15)
Pois todos os teus dias foram escritos no meu livro (Salmos 139.16)
Eu determinei a hora exacta do teu nascimento e onde deverias viver (Actos 17.26)
Tu foste feito de forma admirável e maravilhosa (Salmo 139.14)
Eu te formei no ventre de tua mãe (Salmo 139.13)
E te trouxe à luz no dia em que nasceste (Salmo 71.6)
Eu tenho sido mal interpretado por aqueles que não me conhecem (João 8.41-44)
Eu não estou distante nem zangado, mas sou a completa expressão de amor (I João 4.16)
E é meu desejo derramar meu amor sobre ti (I João 3.1)
Simplesmente porque tu és meu filho, e eu sou o teu Pai (I João 3.1)
Eu te ofereço mais do que o teu pai terrestre jamais poderia oferecer (Mateus 7.11)
Pois eu sou o Pai Perfeito (Mateus 5.48)
Cada boa dádiva que recebes vem da minha mão (Tiago 1.17)
Pois eu sou o teu provedor e cuido de todas as tuas necessidades (Mateus 6.31-33)
O meu plano para o teu futuro sempre foi cheio de esperança (Jeremias29.11)
Porque eu te amo com um amor eterno (Jeremias 31.3)
Os meus pensamentos para contigo são incontáveis, como a areia da praia (Salmo 139.17-18)
E eu me regozijo em ti com cânticos (Sofonias 3.17)
Eu nunca deixarei de te fazer o bem (Jeremias 32.40)
Pois tu és o meu tesouro precioso (Êxodo 19.5)
Eu desejo te estabelecer com todo meu coração e toda minha alma (Jeremias 32.41-42)
Posso revelar-te coisas grandes e maravilhosas (Jeremias 33.3)
Se me buscares de todo o teu coração, me encontrarás (Deuteronómio 4.29)
Deleita-te em mim e eu te darei os desejos do teu coração (Salmo 37.4)
Pois sou eu quem colocou em ti esse desejo de me agradar (Filipenses 2.13)
Eu sou capaz de fazer mais por ti do que jamais poderias imaginar (Efésios 3.20)
Pois eu sou a tua maior fonte de encorajamento (II Tessalonicenses 2.16-17)
Eu sou também o Pai que te consola em todas as tuas aflições (II Coríntios 1.3-5)
Quando estás quebrantado, eu estou próximo de ti (Salmo 34.18)
Como um pastor que leva um cordeiro, eu te tenho carregado junto ao meu coração (Isaías 40.11)
Um dia eu limparei toda a lágrima dos teus olhos (Apocalipse 21.3-4)
E tirarei toda a dor que tens sofrido nesta terra (Apocalipse 21.4)
Eu sou o teu Pai e te amo, tal como amo o meu filho Jesus (João 17.23)
Pois em Jesus foi revelado o meu amor por ti (João 17.26)
Ele é a representação exacta do meu ser (Hebreus 1.3)
Ele veio para demonstrar que eu sou por ti e não contra ti (Romanos 8.31)
E para dizer que eu não estou a levar em conta os teus pecados (II Coríntios 5.18-19)
Jesus morreu para que tu e Eu pudéssemos ser reconciliados (II Coríntios 5.18-19)
A sua morte foi a expressão suprema do meu amor por ti (I João 4.10)
Eu entreguei tudo o que amava para poder ganhar o teu amor (Romanos 8.32)
Se receberes a dádiva do meu filho Jesus, recebes-me a mim (I João 2.23)
E nada jamais poderá te separar do meu amor (Romanos 8.38-39)
Vem para casa e haverá grande alegria no céu! (Lucas 15.7)
Eu sempre fui Pai, e sempre serei Pai (Efésios 3.14-15)
A minha pergunta é: Queres ser meu filho(João 1.12-13)
Estou à tua espera (Lucas 15.11-32)
Com amor, do teu Pai
Deus Todo-Poderoso

BENDITO SEJA(São Francisco de Assis)



Está oração foi ditada por Francisco a Frei Leão, após a negativa do papa Inocêncio III de recebe-lo, "se for realmente importante para a igreja como ele diz, ele voltara" foram às palavras do papa ao Bispo que recebeu Francisco.


Benditas sejam as dificuldades que nos agridem e fazem pensar.
Benditas sejam as horas que gastamos em função do bem eterno.
Bendito seja quem nos maltrata à primeira vista e nos ajuda a melhorar.
Bendito seja que não nos conhece e não acredita em nós.
Bendito seja quem nos compara com vagabundos e indolentes.
Bendito seja quem nos expulsa, como parias ou fanáticos.
Bendito seja a mão que nos nega o cumprimento.
Bendito seja quem quer nos esquecer, impaciente.
Bendito seja quem nos nega o pão de cada dia.
Bendito seja quem nos ataca por ignorância e covardia.
Bendito seja quem nos experimenta no correr do tempo.
Bendito seja quem nos faz chorar nos caminhos.
Bendito seja quem não agrada no momento.
Bendito seja quem exige de nós a perfeição.
Benditos sejam os que nos maltratam o coração porque, verdadeiramente, são estes, meus filhos, os nossos vigilantes e os que nos ajudam a seguir o Cristo com maior segurança, pois Deus, através deles, nos ajuda na auto educação, de maneira que fiquem abertas todas as portas para o Amor Universal.



(Francisco de Assis)

10 fevereiro 2014

A Santa Face



“Nos lugares familiares onde esteja esta SAGRADA FACE de meu Filho, darei ordens aos meus anjos para que os assinalem e sejam meus filhos preservados dos males que caíram sobre a humanidade ingrata. Será a SANTA FACE verdadeira oferenda para que Eu aplaque os castigos que enviarei á humanidade. Filhos meus: fazei-vos todos apóstolos verdadeiros da Santa Face e procurai estende-la por todas as partes. Quanto mais estendida estiver menor será a catástrofe.” (Mensagem em 20-8-70)

07 fevereiro 2014

Às Santas Chagas


Divinas mãos e pés, peito rasgado,
Chagas em brandas carnes imprimidas,
Meu Deus, que por salvar almas perdidas,
Por elas quereis ser crucificado.

Outra fé, outro amor, outro cuidado,
Outras dores às vossas são devidas,
Outros corações limpos, outras vidas,
Outro querer no vosso transformado.

Em Vós se encerrou toda a piedade,
Ficou no mundo só toda a crueza;
Por isso cada um deu do que tinha.

Claros sinais de amor, ah saudade!
Minha consolação, minha firmeza
Chagas do meu Senhor, redenção minha!
Frei Agostinho Da Cruz

Meditação


"Senhor! O dia estava lindo e ameno. Fui ter contigo. Estavas sentado à beira do lago e eu sentei-me a teu lado. Teus olhos meigos e penetrantes convidaram a falar.
Tu conheces-me, toda a minha vida, a minha história, mas a ouviste atentamente.
Depois fez-se silêncio.
Pousaste a mão sobre a minha cabeça e eu curvei-me sob o suave peso de uma Paz indescritível.
Assim permaneci.
Um minuto?
Cinco?
 Não sei!

Abri os olhos.
Estava ajoelhada frente ao sacrário e, pela fé, tinha estado contigo. Fiquei mais rica, mais forte para encarar a vida.
Obrigada."


(ARESTA, Isabel - De mãos abertas...Prior Velho: Paulinas, 2005)

Madrigal para o inicio de Maio



Estas sandálias, Mãe,
eu mesmo as teci de pétalas de flores
para os teus pés cansados
de buscar os pecadores...

O manto novo eu o pedi à aurora
- guarda reflexos dos primeiros raios do sol
que os teus olhos puríssimos
não se cansavam de contemplar...
(Com ele poderás envolver
os filhos que voltando chegarem,
como sempre chegam, mortos de cansaço,
de abandono e de frio).

O mais, Senhora,
são lembranças singelas,singelíssimas:
um pouco de perfume das rosas da terra,
um pouco do gorjeio (quando passares)
das aves do exílio e na concha das mãos
um pouco de água da fonte para os teus lábios
que eu sei,
Mãe Santíssima, continuam a ter sede...


(Do livro “Nossa Senhora no Meu Caminho”, D. Helder Câmara)

02 fevereiro 2014

Objectos para celebrar: círios/velas e paramentos


Os objectos têm a sua importância na liturgia. Reflectir sobre os círios/velas e sobre os paramentos.
Círios e velas

Antes de existir a energia eléctrica, os círios e as velas faziam o papel das actuais lâmpadas. No entanto, ainda hoje os cristãos continuam a acender velas nas igrejas. Porquê? É que uma vela acesa não se destina apenas a iluminar; é também um símbolo.

Em todas as igrejas há um círio grande, o círio pascal, visível por todos, que foi aceso na noite de Páscoa, no meio da escuridão que envolvia o local. Ele é o símbolo de Cristo, luz do mundo. Nessa noite, os presentes acenderam também as velas que tinham recebido, significando que os cristãos, graças a Cristo, tornam-se a luz do mundo. O mesmo gesto faz o pai quando o seu filho é baptizado: acende a sua vela no círio pascal.

Assim, as velas e círios acesos recordam-nos a luz que vem de Cristo, sendo um sinal de amor. Se queremos ser luz, temos de dar algo de nós, tal como a vela que queima a sua cera para espalhar luz à sua volta.
Os paramentos

Durante a celebração litúrgica da Eucaristia, o celebrante usa um trajo especial, diferente da roupa dos cristãos que constituem a assembleia, pois está a actuar em nome de Cristo e a certa altura irá dizer palavras que não são da sua autoria, fazer gestos que recebeu do próprio Jesus. O seu trajo recorda que, para cumprir a sua missão, recebeu um sacramento específico, o sacramento da Ordem.

Usa uma túnica branca (a alva), que lhe chega aos pés e cobre completamente os braços, só deixando livres as mãos. Por cima, a casula, uma veste mais curta, apresenta uma cor que varia conforme os tempos do ano litúrgico (branco no tempo pascal, de Natal e nas grandes festas; vermelho na sexta-feira santa, Pentecostes, festas dos mártires e missas de Confirmação; roxo no Advento, Quaresma, dias de penitência e missas de defuntos; verde no resto do ano litúrgico, chamado Tempo Comum).

Quem serve o altar tem também um trajo especial, para recordar a importância do que faz e que também lembra, de certa forma, a veste baptismal: se é diácono, uma alva; os acólitos usam, geralmente, uma túnica.


(Adaptado de LAURITA, Roberto - Palavras, lugares e gestos da fé. Prior Velho: Paulinas, 2003)


A COMUNHÃO NA MÃO




Nestes tempos tão de controvérsias, deparamo-nos com um forte acréscimo de uma Fé fútil e ignorante, que só pede e nada dá em troca, vivida por alguns cristãos, aqui vou deixar , alguns textos recolhidos por mim, e um alerta e pedido de Jesus á vidente, J.N.S.R.

“OS SACERDOTES DE MEU SANTO FILHO DEVERIAM TER MAIS CUIDADO COM A SUA FORMA DE DAR JESUS A CADA UM”

(tirado do texto: Jesus e Maria a J.N.S.R.,3.7.1999, em "Testemunhas da Cruz – Actos dos Apóstolos”, III vol. Págs.75-76)

“VÓS SACERDOTES RECEBEIS DEUS DE SUAS MÃOS E NA VOSSA BOCA”

“…Diz á Igreja, que se prepare para esse tempo em que a Eucaristia virá a eles em Espírito e Verdade. Eles mesmo verão Deus, Vivo, nas suas mãos consagradas. Vós recebeis Deus de suas mãos e na sua boca, porque Eu sou Inocente e Puro. NINGUEM, SALVO OS MEUS SACERDOTES CONSAGRADOS, que Eu escolhi, PODE TOCAR-ME. Eu disse a Maria Madalena, ao sair do Túmulo, depois dos meus três dias de trevas:”Não Me toques, porque ainda não subi para o Pai…”(Jo 20,17). Hoje, ninguém Me pode tocar, a não ser os sacerdotes consagrados por Deus Pai, até ao Meu Regresso em Gloria……

(Tirado texto :Jesus a J.N.S.R.,7.11.2002, em “Testemunhas da Cruz Actos dos Apóstolos”, IV vol.3ªparte, págs.157-158)

“…a Minha Santa Eucaristia é profanada. Acaso não sabeis que o vosso Deus é Vivo e Verdade, em cada uma das Suas partículas? Quando o Meu Corpo, o Meu Sangue, a Minha Alma e a Minha Divindade são TOCADAS por mãos profanas, VÒS FERIS-ME! Eu digo-vo-lo, e que cada um se lembre disto mesmo: Deus dá-Se e ninguém deve pegar em Mim. Sacerdotes, não façais desaparecer a grandeza e a verdade de Meu Divino Sacramento. A Igreja extingue-se. Só os Sacerdotes da Minha Santa Igreja receberam o Divino Sacramento da Ordem e, em cada Santa Missa, eles passam a ser um Outro Eu Mesmo. Mão alguma, diferente da sua, pode fazer esse bendito gesto: pela sua mão, sou Eu que Me Dou. Meus filhos fiéis de joelhos, recebem-Me no seu coração, pela sua boca, que não cessa de Me Louvar. Nisto consiste a verdadeira Adoração.

Adora-se o Deus Vivo de joelhos.
Na Santíssima Eucaristia,
Eu venho visitar-vos, Eu estou presente.
Eu Vos adoro, meu Deus, meu Jesus de Amor, de joelhos,
Com o meu coração inflamado
Do desejo de Vos receber e de Vos acolher.
Faço do meu coração um ninho de Amor.
Convido-Vos, meu Bem-Amado, a habitar
Na morada de meu pobre coração,
Indigno de Vosso Amor Misericordioso.
O Vosso Santo Nome está em mim.
Eu amo-Vos para sempre.
A Vós, Senhor JESUS, a minha alma que Vos espera.
A Vós, meu Deus, a minha Vida que Vos espera.
Sem cessar, bendizei o Vosso Nome Santissimo.
Louvor a Vós, Senhor Jesus,
Pelos séculos dos séculos. Amén”

(Jesus a J.N.S.R., 25/8/2003, em “Testemunhas da Cruz – Actos dos Apostolos”, IV vol.3ª parte, págs. 329-330)

A COMUNHAO NA MAO

“A coisa mais horrível do nosso mundo de hoje, é a comunhão na mão” – B.Madre Teresa de Calcutá, em 23/3/1989

O Concílio de Rouen (650) declara:” Não ponhais a Eucaristia nas mãos de um leigo ou de uma leiga, mas apenas na boca”.E o Concílio chamado in Trullo proíbe aos fiéis “que se dêem a si mesmos a Comunhão”(caso em que a Eucaristia é colocada na mãos do comungante, que seguidamente a mete na boca).

“É o sacerdote que tem o privilégio de tocar as Santas Espécies e de as distribuir pelas suas próprias mãos” (Domini Cenae) ; declara João Paulo II

A Mons.Laise, que lhe perguntou: “Santo Padre, que pensa da Comunhão na mão?”, João Paulo II respondeu: “Foi escrita uma carta apóstolica (de Paulo VI) a prever que, para isso, é necessária autorização especial válida, apenas dada a caso por caso. Mas eu digo-vos que não sou a favor dessa prática e que a não recomendo a ninguém. Essa autorização foi concedida por Paulo VI devido á particular insistência de alguns bispos diocesanos e depois indevidamente usada pelos demais”; assim sendo, o que sabemos bem ao certo é que ele não está de acordo com tão abusiva e escandalosa forma de receber a Sagrada Comunhão.

(Extrato de “La Communion dans la main” de Mons.Juan Rodolfo Laise, CIEL 199, 120 p.,p.94)

Excertos de textos tirado do livro : POVO MEU, QUE TE FIZ EU?!...; edições Boa Nova, Requião.